Formação e Qualificação

A LusaPME faz Planos de Formação à medida da empresa, nos quais a formação pode ser desenvolvida pelo próprio empresário.

No mundo global, fortemente concorrencial, os recursos humanos assumem-se como um dos factores de maior destaque da competitividade.
Assim, as empresas competitivas e concorrenciais são aquelas que investem na valorização dos Recursos Humanos.
Antigamente os cursos de formação eram vistos pelas empresas como um custo e sem retorno.
Hoje as empresas investem em cursos de formação, pois necessitam de funcionários que estejam muito bem preparados para enfrentar quaisquer tipo de desafios que possam surgir no contexto da sua atividade profissional.
O Departamento de Formação da LusaPME tem por objetivo, não só, a formação/reciclagem de quadros qualificados para as diversas empresas associadas, mas também a antecipação de novas funções e novas áreas profissionais em desenvolvimento ou expansão e que necessitam de quadros qualificados.
Neste contexto, os domínios de intervenção, do Departamento de Formação da LusaPME, apresentados de seguida, têm como objetivo dar cabal cumprimento às funções de promoção da formação e suas imposições legais, prosseguindo as estratégias expostas e com elevado grau de qualidade.

• Diagnóstico – Elaboração de Diagnósticos de Necessidades de Formação
• Conceção de projetos, programas e suportes formativos, que satisfaçam os levantamentos de necessidades de formação diagnosticados
• Planeamento de atividades formativas de acordo com os projetos e programas concebidos
• Desenvolvimento e execução de atividades formativas, segundo os diagnósticos de necessidades de formação
• Promoção e organização de atividades formativas, que vão ao encontro das necessidades dos associados e das estratégias nacionais e comunitárias;
• Avaliação das atividades formativas, recolhendo resultados que permitam perceber se a formação foi ao encontro dos objetivos traçados inicialmente e se estas foram ao encontro das necessidades diagnosticadas
• Produção de materiais para formação.

A Lei 7/2009 de 12 de Fevereiro estipula no seu artigo 130º e seguintes que as entidades empregadoras estão obrigadas a prestar aos seus colaboradores formação profissional.

No entanto, a Formação Profissional, sendo obrigatória, não tem necessariamente de ser cara, tem de ter qualidade e promover a qualificação do trabalhador às funções que desempenha o que constitui uma mais-valia para a empresa.

A LusaPME faz Planos de Formação à medida da empresa, nos quais a formação pode ser desenvolvida pelo próprio empresário.

Desenvolvemos, também, processos de candidatura ou renovação da Certificação de entidades formadoras

Público-alvo

No que respeita ao público-alvo das formações da LusaPME e atendendo ao seu carácter empresarial e à sua vocação, associada à promoção de atividades de desenvolvimento das empresas associadas, a associação oferece

  • Soluções de Formação dirigidas a Empresários
  • Soluções de Formação dirigidas a Empresas
  • Soluções de Formação dirigidas a Empreendedores desempregados ou não
  • Soluções de Formação dirigidas a Desempregados de longa duração

Precisa de mais informações?

Consulte-nos. Queremos ajuda-lo!

Nome
Email
Assunto
Selecione o Serviço
Motivo de Contacto

Mensagem